Skip to main content

Publicações

____

 

LIVRO "Da lagarta à borboleta: pesquisa e intervenções em violência intrafamiliar.

 

...

Este é um livro instigado pelos questionamentos mencionados e pelo compromisso da ONG SOS Ação Mulher Família de Uberlândia em desenvolver com outras instituições, Universidade Federal de Uberlândia-UFU-/Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis/ Escola de Educação Básica - ESEBA-/Grupo de Pesquisa em Educação e Culturas Populares - GPECPOP- e NEGUEM – Núcleo de Estudos de Gênero, Prefeitura Municipal de Uberlândia, Polícia Militar, Delegacia da Mulher, Conselho Municipal da Mulher, Conselho dos Direitos da Criança e Adolescente, Conselhos Tutelares, dentre outras instituições afins, ações visando enfrentar a violência intrafamiliar e contribuir para povoar as práticas sociais de culturas da paz.

Organizadoras: Cláudia Costa Guerra; Gercina Santana Novais e Analúcia de Morais Vieira.


 


LIVRO "EDUCAÇÃO POPULAR EM TEMPOS DE INCLUSÃO: pesquisa e intervenção

 


Os autores e autoras desta obra, reconhecendo o entrelaçamento entre educação e culturas populares, apoiam suas proposições sobre a produção, a divulgação e a partilha de conhecimentos compromissados com o fortalecimento dos homens e das mulheres como sujeitos de decisão e com a constituição da condição permanente de humanidade desses sujeitos. Não são, portanto, Pedagogias que se constitutem sem base teórica e tampouco da ausência de olhares atentos, interessados, sensíveis e investigativos sobre as possibilidades de conhecer e de intervir no sentido da participação crítica dos sujeitos na superação de desigualdades e construção de novos horizontes. Os capítulos se entrelaçam, distribuídos em duas partes. Na primeira, Educação Popular e Movimentos Sociais, composta por seis textos, são apresentados resultados de pesquisa e experiências sobre aspectos relativos à construção de instrumentos teóricos voltados ao reconhecimento de problemas existentes em nossa sociedade e às suas superações. Tem assim, como um fio condutor, a construção de alternativas – de cunho teórico-político-educacional – para superação da sociedade capitalista, excludente por essência, na qual vivemos. Na segunda parte, Escolarização das Classes Populares, composta de sete textos, a discussão centra-se em diferentes dimensões da escolarização, expondo processos de produção, desigualdade de oportunidades para os(as) aluno(as) oriundos das classes populares e no anúncio de intervenções pedagógicas favoráveis a uma educação pautada na comunicação, a partir de resultados de pesquisa.

Organização: Benerval Pinheiro Santos; Gercina Santana Novais e Lázara Cristina da Silva (Orgs.) Número de páginas : 372

 

Pró Reitoria de Extensão